Entrevista: Quando iniciar a saúde oral nas crianças?

Entrevistámos a Dra. Paula Fernandes sobre a saúde oral dos mais pequenos e não só.


Fala-nos um pouco sobre ti.
O meu nome é Paula Fernandes, tenho 39 anos, sou casada e mãe de 2 crianças, uma menina de 10 anos e um menino com 5. Adoro ser mãe e o que mais gosto de fazer é passar o tempo com a minha família. A minha profissão é médica-dentista.

 

E como mãe? Quais foram as maiores dificuldades? E os melhores truques?
As maiores dificuldades, quando nasceu a nossa primeira filha, foram a diminuição das horas consecutivas de sono e as inseguranças normais dos pais que o são pela primeira vez.
O truque foi manter a calma e estar informado para ser competente nos cuidados a ter com o bebé e conseguir lidar com situações comuns nos primeiros meses de vida.
Considerei sempre que, como pais, temos de dar o exemplo e esse começou logo quando fiquei grávida, optando por uma alimentação mais saudável, tendo o cuidado de procurar alimentos pouco processados e os mais saudáveis. Foram hábitos criados que ficaram e se mantêm na nossa família. Não esquecer, pais felizes e saudáveis fazem bebés felizes e saudáveis!

 

Que livros, fontes de informação recomendas para jovens ou futuros pais?
Os livros que posso recomendar, porque li e nos ajudaram, são do pediatra americano T. Berry Brazelton. Apresentam um conjunto de dicas úteis e adequadas a cada fase do crescimento.

 

Qual é o estado da Saúde Oral em Portugal?
Em relação a saúde oral em Portugal, há uma evolução favorável nas várias faixas etárias até aos 18 anos, havendo uma diminuição da incidência de cáries dentárias. Para essa melhoria tem contribuído uma maior introdução de práticas de prevenção, nomeadamente de higiene oral, visitas regulares ao dentista e uma maior promoção de hábitos alimentares saudáveis. No entanto, ainda há um longo caminho a percorrer, em especial, na primeira infância.

Quando devemos iniciar a higiene oral nas crianças? Como?
Nas crianças, a higiene oral deve ser iniciada quando há a erupção do primeiro dente, duas vezes ao dia (uma obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado, com dentífrico de baixa concentração de flúor (250-500 ppm). Para evitar o surgimento de cáries na primeira infância, são medidas importantes a amamentação pelo menos até aos 4-6 meses de idade, colocar apenas leite ou água no biberão e oferecer à criança sobretudo durante o dia e nunca quando esteja a dormir. Por último, não colocar líquidos açucarados no biberão nem na chupeta.
Relembrar que como pais, temos de dar o exemplo: cuidando bem dos nossos próprios dentes.Isto mostra à criança que a saúde oral é importante. Gestos que mostram que o cuidados com os dentes é algo divertido e interessante( como escovar os dentes ao mesmo tempo da criança ou deixá-los escolher a própria escova) vão incentivar uma boa higiene oral.

"Relembrar, que como pais, temos de dar o exemplo cuidando bem dos nossos próprios dentes. Isto mostra à criança que a saúde oral é importante."

E nas crianças mais crescidas, como fazer?
A partir dos 3 anos, a escovagem deve ser realizada pela criança devidamente auxiliada e supervisionada, duas vezes ao dia, com uma escova macia de tamanho adequado. Nestas idades deve-se introduzir um dentrifico fluoretado (1000-1500ppm) sendo a quantidade deste semelhante ao tamanho da unha do dedo mindinho da criança.
A partir dos 6 anos a escovagem deve ser efectuada pela criança, sempre supervisionada e auxiliada se necessário, utilizando escova macia e dentífrico fluoretado devendo a a quantidade deste ser do tamanho de uma ervilha.

Quais são os maiores erros que os pais cometem em relação à higiene oral dos filhos?
O maiores erros que os pais cometem é a ausência de supervisão na escovagem dos dentes, o exagero de alimentos açucarados e bebidas gaseificadas e a não realização de consultas dentárias periódicas.

"Nas crianças, a higiene oral deve ser iniciada quando há a erupção do primeiro dente, duas vezes ao dia (uma obrigatoriamente ao deitar)."

Qual é o maior erro que os adultos cometem em relação à higiene oral?
Os erros mais frequentes são não usar fio, falta de escovagem diária (pelo menos duas vezes ao dia), o consumo exagerado de alimentos açucarados entre refeições e a não ir regularmente ao dentista.

É mesmo necessário usar fio dentário?
A utilização do fio dentário é fundamental porque remove as partículas de alimentos e placa bacteriana que se instala entre os dentes e que a escova não consegue remover. Deve-se começar a utilizá-lo obrigatoriamente a partir dos quatro anos, estando provado que, a partir dos oito anos elas já tem autonomia para utilizá-lo sozinhas.


Quando deve ser a primeira visita ao dentista?
As consultas ao dentista devem começar quando os primeiros dentes temporários erupcionam ou, no máximo, até à criança completar o primeiro ano de vida de modo a ser criado um programa preventivo de saúde oral. Quando existe uma boa saúde oral, a criança deve ser observada a cada 6 meses.

 

A Dra. Paula dá consultas na Clínica Dra. Paula Fernandes. A clínica também tem uma página no Facebook, onde pode ver vídeos, imagens (divertidas) e recomendações sobre saúde oral.