Afinal, o que são cólicas?

Perceber porque chora o nosso bebé não é fácil e chorar é uma importante forma de comunicação dos bebés. Um bebé aparentemente saudável, que durante uma semana tem vários episódios de um choro de tom agudo, está irritado e é difícil de reconfortar, poderá ser sinal de uma condição denominada cólicas.
 

O que são as cólicas?

As cólicas são definidas como presença de mais de 3 horas de choro por dia, por mais de 3 dias por semana, durante pelo menos 3 semanas. Normalmente, não se relacionam com qualquer problema de saúde e eventualmente desaparecem. Estima-se que cerca de 40% dos bebés têm cólicas e são mais frequentes entre a terceira semana pós-parto até aos quatro meses de idade. 
 

O que causa as cólicas?

A causa exacta permanece por esclarecer, contudo, algumas mães que estão a amamentar apercebem-se que, se alterarem alguns componentes da sua dieta, diminuem as cólicas nos seus bebés 1. Essas alterações passam por diminuir o consumo de alguns alimentos, tais como, café, laticínios, soja, ovos ou produtos contendo trigo. 
Outras hipóteses apontam para a acumulação de gás nos intestinos dos bebés, por engolirem muito ar durante o choro ou durante a amamentação, para excesso de estímulos ou ainda devido à imaturidade do sistema nervoso (2). 
 

Como sei o que são cólicas e quando devo procurar ajuda?

Os bebés com cólicas continuam a mamar com vigor, têm apetite e continuam a crescer. Caso contrário, procure um médico.
Se o bebé tem cólicas, pode de vez em quando regurgitar algum leite. Mas, caso vomite e esteja a perder peso, deve consultar um profissional de saúde. Episódios recorrentes de vómitos, muito dificilmente serão cólicas.
O cocó dos bebés com cólicas é normal (fezes moldadas). Se o seu bebé tiver diarreia ou sangue nas fezes, procure um médico.

 

O que posso fazer para ajudar o meu bebé?

Existem algumas estratégias que podem diminuir ou até mesmo resolver as cólicas nos nossos bebés (2,3):
  • Caminhar com o bebé ou embalá-lo;
  • Fazer com que arrote com maior frequência após as refeições;
  • Coloque o bebé no seu colo de barriga para baixo e massaje-lhe as costas;
  • Use sons repetitivos para o acalmar: ventoinha, aspirador, estática de um rádio...
  • Faça uma viagem de carro. A vibração e o movimento do carro podem ajudar a acalmá-lo;
  • Alguns bebés reagem bem a uma diminuição dos estímulos. Bebés que tenham menos de 2 meses respondem bem num quarto calmo e escurecido.


Tratar de um bebé com cólicas pode ser frustrante e manter a calma pode ser difícil. Não se esqueça que o bebé depende de si, por isso e se necessário, peça ajuda aos seus familiares ou amigos. Se não tiver quem a ajude, deite o bebé antes de voltar a tentar acalmá-lo novamente (e tente acalmar-se). Nunca abane o seu bebé, poderá ter consequências neurológicas graves e até mesmo provocar a sua morte (5).

No caso do seu bebé ter febre alta, chorar mais de 2 horas seguidas de cada vez, não é possível reconfortar, tem diarreia ou vómitos, está mais fraco ou pouco alerta, contacte de imediato um profissional de saúde.

Escrito por Dr. João Dinis
Revisão por Dr. André Dinis e Dra. Cátia Alves

__

  1. Gordon, M et al. Dietary modificatitons for infatile colic. Cochrane Database Syst Rev. !0 de Outubro de 2018. 
  2. Brennan, D. - Could your Baby’s Crying BE colic?. 21 de Maio de 2017 Acedido em 
  3. Gupta, RC - Colic . 2016 Acedido em  https://kidshealth.org/en/parents/colic.html
  4. Brennan, D. - Understanding Colic: Treatment. 21 de Maio de 2017 Acedido em https://www.webmd.com/parenting/baby/colic-treatments#2
  5. Mayo Clinic Staff. Colic. 27 de Janeiro de 2018. Acedido em https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/colic/symptoms-causes/syc-20371074 

Foto: Khoa Pham no Unsplash